6 dicas para escolher o Nobreak certo

Os Servidores precisam de Nobreak
Os Servidores precisam de Nobreak
abril 20, 2021
Qual a diferença entre Nobreak e Estabilizador?
Qual a diferença entre Nobreak e Estabilizador?
abril 27, 2021

6 dicas para escolher o Nobreak certo

6 dicas para escolher o Nobreak certo

Neste artigo daremos 6 dicas para você escolher o Nobreak certo. Isto é necessário porque o Nobreak é destinado à proteção elétrica, bem como ao aumento de disponibilidade de aplicações – que normalmente são críticas.

Confira as 6 dicas para escolher o Nobreak certo:

1 – Eficiência da Solução: É comum em aplicações desta potência que o projeto tenha nível de redundância e que aumente a disponibilidade da aplicação, em caso de eventuais falhas. Um exemplo clássico é a instalação na configuração paralelo/redundante. Neste caso, automaticamente, a carga é dividida entre dois UPSs de mesma potência, que passarão a operar com no máximo 50% de sua capacidade individualmente. Sendo assim, não deixe de consultar a curva de eficiência x nível de carga, para garantir que tenha economia no consumo elétrico, independente da carga aplicada.

2 –Infraestrutura: Em primeiro lugar é necessário um comparativo detalhado sobre a infraestrutura necessária para operação do produto.

Em segundo lugar deve-se analisar os custos elétricos relacionados à refrigeração do ambiente designado à instalação e se têm o mesmo perfil de utilização 7×24 durante os 365 dias do ano.

Em terceiro lugar é importante a avaliação do espaço físico necessário para instalação do produto. Solicite um layout detalhado com a correta distribuição dos componentes no ambiente, considerando espaços para manutenção e ventilação recomendados.

3 – Serviços de Startup: Os valores referentes aos serviços de startup (ativação) também podem variar de fornecedor para fornecedor. É fundamental estabelecer se será necessário aceite em fábrica, se estes testes serão em horário comercial ou não. E se após a ativação, serão necessários treinamentos operacionais e acompanhamento de comissionamento.

4 – Contrato de Manutenção: 

Novamente, por se tratar da aquisição de um bem durável, que necessita de serviços durante o tempo de vida útil, é recomendável fazer a comparação dos custos entre os possíveis proponentes para garantir que, ao longo do tempo, a opção escolhida tenha o menor gasto. Defina o SLA (tempo de resposta), número de manutenções preventivas e preditivas ao ano, com e sem paradas. Esses são pontos importantes e fundamentais.

5 – Estrutura Técnica: outro ponto fundamental que deve ser avaliado durante o período de definição do proponente é a estrutura técnica. Entender se o fornecedor trabalha com equipe técnica própria ou terceirizada permite ao contratante uma correta análise sobre o valor real de serviços ao longo da vida útil do produto.

6 –  Base Instalada: Também é importante uma pesquisa prévia junto à base de clientes, que poderão compartilhar os pontos fortes e fracos do possível fornecedor. Solicite uma relação de clientes e procure fazer contato com pelo menos três deles, para ter uma correta leitura de como será o relacionamento. Vale questionar situações como qual é o comportamento do fornecedor em caso de problemas ou ainda se todos os compromissos foram mantidos, durante a vida útil do produto.

Conclusão

Em resumo mostramos 6 dicas para escolher o Nobreak certo. A Nobreak do Brasil oferece os melhores planos de locação e manutenção de UPS. Envie uma mensagem no WhatsApp 0800 591 4071 e saiba mais!

Siga nossa página no Instagram: @nobreakdobrasil

Os comentários estão encerrados.